24 janeiro 2006

Gagueira tem tratamento fácil e eficiente

Gagueira tem tratamento fácil e eficiente

Por Solimar Garcia,
Especial para Agência Estado

A gagueira é uma perturbação da fala, de origem psicomotora, que se caracteriza pela repetição das sílabas e paradas involuntárias no início das palavras, na definição do "Dicionário Houaiss". No entanto, é muito mais do que isso para cerca de 1% da população mundial vitimadas pelo distúrbio, numa proporção de quatro homens para uma mulher. No Brasil, o Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica (CEFAC) calcula em 1,8 milhão de os brasileiros que sofrem com o problema.

Normalmente, surge entre dois e quatro anos de idade. Falta de fluência no ritmo, interrupções atípicas e involuntárias do indivíduo na fala, com repetições, hesitações, bloqueios, prolongamentos e tensões corporais e faciais são sintomas que podem vitimar pessoas de qualquer raça ou cultura. Segundo os especialistas, o distúrbio é tratável, porém também pode ser resolvido naturalmente. Segundo Jaime Zorzi, fonoaudiólogo da CEFAC, a ansiedade de quem convive com a pessoa que gagueja é maior do que a do "disfluente", como são chamados.

Quando a criança demonstra os primeiros tropeços, pausas ou demora mais para dar início à palavra, que é uma situação absolutamente normal, a tendência natural dos adultos é se antecipar e completar a palavra ou a frase que a criança pretendia proferir. Zorzi diz que esta atitude não é adequada e só contribui para chamar a atenção da criança para um problema que ela, geralmente, não percebe que é errado.

Zorzi verifica que em situações de estresse, todos podem gaguejar. "Sob pressão, qualquer pessoa tem dificuldade em controlar a fala. Nessas horas, pedir calma, paciência ou mandar a pessoa respirar não adianta. É preciso respeitar o tempo de cada um ao pronunciar as palavras e esperar com tranqüilidade, evitando pressionar e aumentar o foco de estresse do gago", ensina.

De acordo com o especialista, pais e professores têm uma função essencial ao detectar qualquer anormalidade na fluência da fala das crianças: encaminhar para um profissional da fonoaudiologia, que está preparado para avaliar o caso e, se necessário, fazer indicação para um médico especialista, psicólogo ou psiquiatra.

A proposta da fonoaudióloga Sílvia Friedman, há 30 anos trabalhando na área, é tratar a disfluência como uma situação normal. Ela não busca razões físicas para o problema, que vê como uma situação psico-social, diferente da maioria dos estudos da gagueira, que pressupõem razões orgânicas para o distúrbio. "Disfluir é normal. Todos, ao falarmos, temos certa hesitação, elaboramos o pensamento, pensamos mais e isso faz atrasar a saída das palavras", explica.

Para Sílvia Friedman, essa disfluência não deve ser tratada inicialmente como gagueira, que só ocorre quando há uma rejeição da fala da criança pelo adulto, quando não há aceitação da disfluência normal. Nesse caso, algo sobre a fala é dito para a criança e isso causa grande inibição para dar prosseguimento ou iniciar um discurso. "A criança passa a querer controlar a fala, o que vai dizer e não consegue. Essa tentativa de controle traz muita preocupação, ansiedade e vergonha de falar. É um desejo de controlar o que é incontrolável, e é assim que se instala a gagueira", observa Silvia.

TRABALHO EM GRUPO E MÚSICA - A especialista coordena grupos de adultos, crianças e adolescentes que aprenderam a lidar muito bem com situações de estresse. "No CEFAC, trabalhamos individualmente e em grupo e com sensibilização para que as pessoas larguem mão desse controle e percebam os sons, as vozes, o próprio corpo. É possível imaginar que a palavra vai sair de forma natural, sem pensar. Ninguém pensa para falar, quando vai ver, já falou. É um ato autônomo, independente e isso precisa ficar claro para quem gagueja." Silvia explica que trabalha bastante com música. É muito comum as pessoas dizerem que para cantar não gaguejam, pois estão falando sem pensar. Isso pode ser aproveitado e repassado para as situações normais de fala.

As pessoas em geral precisam se dar conta dessa normalidade da disfluência e não chamar a atenção da criança para a demora na articulação e verbalização das palavras, muito menos completar as frases e palavras. Nesse aspecto, a família e a escola têm papeis fundamentais, pois são quem têm mais contato com a criança nessa fase. Se pessoas da família e professores disserem para a criança que ela não está falando direito ela se sentirá mal. "Não se deve chamar a atenção quando a criança disflui, deve-se aceitar o tempo interno dela para a elaboração dos pensamentos e da fala", ensina a profissional.

Não existem estudos definitivos que comprovem a causa da gagueira e, hoje, alguns deles apontam para fatores hereditários e congênitos. Só o fator genético não explica a gagueira; há um conjunto de fatores que pode provocá-la, como os aspectos motores da fala, emocionais, afetivos, cognitivos e lingüísticos, entre outros.

O tratamento precoce é fundamental e deve ocorrer num período médio de seis meses a partir do surgimento dos primeiros sintomas. Os especialistas asseguram que submetidos a um tratamento fonoaudiológico adequado, há pacientes que se livram de todos os sintomas, independentemente da idade.

Além da gagueira, também conhecida como gagueira do desenvolvimento, a fonoaudiologia reconhece outros quadros considerados como Distúrbios da Fluência: a taquilalia – fala rápida, mas desorganizada -, a taquifemia – quadro mais complexo de fala rápida e desorganizada, com a presença de uma inteligência muito viva; além da gagueira neurogênica, atribuída a fatores orgânicos de ordem neurológica e a gagueira psicogênica, atribuída a fatores psicológicos. Um fonoaudiólogo especializado no tema tem competência para avaliar, fazer o diagnóstico diferencial, traçar um planejamento adequado de tratamento.

SERVIÇO

CEFAC - Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica

Rua Caiowaá, 664, Perdizes, São Paulo, SP

Telefone: (11) 3675.1677

Site: www.cefac.br

ABRA GAGUEIRA - Associação Brasileira de Gagueira
E-mail - abragagueira@abragagueira.org.br
Site:
www.abragagueira.org.br

Jaime Luiz Zorzi
Tel.: (11) 3675.1677
E-mail: jaime@cefac.br

Silvia Friedman
Tel.: (11) 3675.1677
E-mail:
silfriedman@yahoo.com.br

Na internet:

Aceitação da gagueira:
http://www.abragagueira.org.br/02abr05.html

O tratamento do adulto gago:
http://www.abragagueira.org.br/21mai05.html

Gagueira e comunicação humana:
http://www.abragagueira.org.br/25jun05.html

Gagueira infantil:
http://www.abragagueira.org.br/gagueirainfantil.html

Livros:

Sobre a gagueira, de Anelise Junqueira Bohnen (ajbohnen@uol.com.br), da Editora Unisinos. Distribuidores em São Paulo: Loyola – tel.: (11) 3322-0100 ou Primeira Impressão - tel.: (11) 3151-4480.

Conhecimentos essenciais para atender bem a pessoa com gagueira, de Ignês Maia Ribeiro (org.) - coleção CEFAC, da Pulso Editorial.


_________________________________

104 comentários:

max disse...

bom eu gaguejo praticamente desde pequeno mais o problema mesmo min afetou aos 12 anos hoje com 24 anos faço tratamento a 4 meses e nao acho q minha fluencia melhorou mais a fonoaudiologa fala q sim , sera que deve ter um lado emocional faço tambem acompanhamento psicologico . grato

Anônimo disse...

bom eu gaguejo desde de pequeno e hoje estou com 14 anos de idade e queria saber se tem un tratamento eficas porque isso afeta muito minha vida.

josy disse...

bom eu gaguejo desde pequena e procuro encontrar a cura tem?

Anônimo disse...

bom eu gaguejo desde pequen hoje tenho 39 anos eu não coseguia falava nada com muita concentração e calma fui mudando o meu geito de falar mais tenho um filho que tambem é gago e fofro por todo o preconceito que vai pasar peso ajoda pois não tenho forsas.

Anônimo disse...

bom.. eu gaguejo desde pequeno e nao aguento mais ser alvo de piadas,gozaçoes,e etc..
e isso atrapalha no meu imprego, relacionamentos e etc ...se alguem suber de uma soluçao eficaz.. mande-a para meu e-mail
rc_renan@hotmail.com

grato

Anônimo disse...

eu sou fonoaudióloga e trabalho há bastante tempo com pessoas que tem gagueira. Difícil falar em cura, pois gagueira não é uma doença, mas um estado de comunicação que pode ser trabalhado. Invista em vc! Procure auxílio de um profissional, mas lembre-se que é vc quem controla sua fala. Gde abraço!

Anônimo disse...

eu tenho muita dificuldade pra falar principalmente em publico pois as palavras não saem parece intaladas na minha boca. eu ja tentei varias coisas mas nada deu certo, e ue ja tenho 26 anos,e tenho medo não conseguir me curar.

fernando disse...

Olá,meu nome é Fernando tenho 29anos,e já sofri muito por causa da gagueira,hoje nem tanto.Vc me pergunta se eu parei de gaguejar?A resposta é não!Eu apenas resolvi que se as pessoas realmente gostam de mim tem que me aceitar do jeito que eu sou.Aa ve3zes ainda passo por muitos constrangimentos,mas tento dar a volta por cima e lembrar que Deus me ama mesmo assim.Estou procurando tratamento mas não estou tão paranóico igual estava antes.Nao somos inferiores,somos apenas diferentes.Um abraço a todos,se quiser saber mais sobre mim me mande um e-mail:luefer_carteiro@hotmail.com

Anônimo disse...

oii!SOU GAGA E ISSO ME ATRAPALHA MUITO,QUANDO FICA NERVOSA E MUITO PIOR,E TEM MESES QUE E PIOR AINDA,AS VEZES PENSO EM COMEÇAR ALGUM TRATAMENTO MAIS TENHO MEDO DE NAO TER CURA E PERDER TEMPO.O QUE EU FAÇO E QUEM POSSO PROCURAR PARA ISSO????ME AJUDE PORFAVOR..

Anônimo disse...

Oi eu gaguejo desde pequena, hoje tenho 32 anos. Já fui muito paranóica. Venho percebendo um comportamento muito ruim em mim,evito falar em público. Comecei a fazer faculdade esse ano, mas esta muito dificil, pois não consigo me comunicar, quando tem apresentações eu fujo. Agora temos projetos seminários, estou ficando nervosa,minha mão gela, fico fria, minha voz não sai, e estou com muito medo de passar vexame lá na frente perante a todos. O que faço alguém me ajude!

Anônimo disse...

É possível trabalhar a gagueira com um bom fonoaudiólogo, mas acho muito importante fazer, associado, uma terapia psicológica, pois, como ser gago tras um estigma ao sujeito, a terapia vai ajudar na melhora da auto-estima e na auto-aceitação, essenciais para se ter qualidade de vida!

Anônimo disse...

oi meu nome é júnioreeu gagueijo des de pequeno. eu fiko meio sem grassa na sala de aula ñ falo com quase ninguem e quando eu falo é só um oi e mais nada. quando a professir passa um seminário eu ñ apresento as vezes finjo estar doente para ñ ir há o colegio. eu fiki muito triste me sinto só sem niguem, as vezes pesnso em morrer para eu parar de sofrer...
obrigado, vlw.

Anônimo disse...

Oi,tenho uma certa dificuldade em se comunicar com as pessoas, as vezes escolho as palavras pra falar,pra não gaguejar, falar em publico é como um suicidio pra mim, mas tive que falar na faculdade e no curso q faço agora, tive outras oprtunidades pra falar em publico tb,fico muito nervoso...Mas tudo nessa vida tem um jeito, me peguei em Deus e ELE tem me ajudado muito a superar isso, já falo melhor com as pessoas e sem muito medo,o medo paralisa vc, lembrando q nunca fiz nenhum tratamento com profissional da area, acredito q melhorei bastante...basta acreditar em vc e dizer "Eu posso fazer isso"...Espero que consigam pois a vida é boa demais e curta demais pra gente perder tempo e se preocupar demais com coisas pequenas...abraços a todos vlw
me escrevam z.m.santos@hotmail.com

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

olá!sou gaga desde pequena,hoje tenho 19 anos.Me lembro de quando eu tinha que apresentar um trabalho oral na escola,eu nunca ia,por medo dos outros rirem de mim.quero muito tentar falar sem gaguejar,será que tem como eu me curar desta gagueira?

Anônimo disse...

GOSTARIA MUITO DE ACABAR COM ESSE MEU PROBLEMA DE GAGUEIRA POIS LIDO NO MEU DIA DIA COM PACIENTES MEDICOS E PESSOAS BASTANTES INFLUENTES E ISSO TEM ME CONSTRANGIDO MUITO POIS TEM MUITAS DIFICULDADES DE ME COMUNICAR COM AS PESSOAS ESTOU DISPOSTO A FAZER TUDO QUE FOR POSSIVEL.

GRATO

SHIRLENO

Elias Coimbra disse...

Bom meu nome é Elias de Oliveira Coimbra, sou natural de Maués-Amazonas, tenho 25 anos e sou muito gago. Sou seminarista, estou estudando para ser Padre missionário do PIME.Estou estudando Filosofia e quando tenho que apresentar alguma coisa em sala de aula a coisa fica feia, pois não consigo falar bem nem os outros me entenderem. Quando estou falando de Deus na catequese as coisas são totalmente diferente, pois me fala sai fluentemente como se eu não fosse gago. Estou fazendo tratamento com uma fonoaudiologa, mas não vejo muita melhora, já pensei em desistir mas eu acredito que vou vencer esta batalha.
Se quizer falar comigo é só me escrever!!!
E-mail: eliascoimbra@hotmail.com

Anônimo disse...

è fificil, mas com Deus tudo se resolvi, as meninas até acham grça minha gagueira.

Daniele disse...

Tenho 25 anos,sou gaga desde de pequena,tive uma infância muito conturbada.
Mas percebi,que fico mais gaga quando estou de TPM ,ou quando falo pessoas que não são de meu convívio.
Sempre que preciso pedir alguma coisa alguém,proucuro pensar bastante naquela frase,para não gaguejar muito,as vezes dar certo.
Não tenho condições financeiras no momento de fazer um tratamento.
Se puderem me mandar algumas dicas,ou se tiver um tratamento mais em conta ou até mesmo gratuito.
Aguardo a resposta.
Desde já Obrigada !

erika disse...

Eu me chamo Erika,tenho 34 anos e sou gaga desde criança, e neu filho tambem é, ele se trata e age muito bem com isso, é muito querido, e não tem problema com a s moças, eu durante anos trabalhei minha mente trocando palavras de sons fechados por outras, meu trabalho exige fala, sou propagandista de medicamentos, dou minhas ratas, sofro com isso, mais vou levando, tem momentos que falo textos sem gaguejar, em outras, o mesmo texto as vezes agarra, mais meu cerebro da cançado destas trocas, vou me tratar.

erika disse...

Eu me chamo Erika,tenho 34 anos e sou gaga desde criança, e neu filho tambem é, ele se trata e age muito bem com isso, é muito querido, e não tem problema com a s moças, eu durante anos trabalhei minha mente trocando palavras de sons fechados por outras, meu trabalho exige fala, sou propagandista de medicamentos, dou minhas ratas, sofro com isso, mais vou levando, tem momentos que falo textos sem gaguejar, em outras, o mesmo texto as vezes agarra, mais meu cerebro da cançado destas trocas, vou me tratar.

Douglas Prado disse...

Caros colegas,
sou gago desde criança. Em alguns períodos da minha vida gaguejei mais que em outros. A gagueira fez com que eu evitasse as participações em salas de aula, e quando eu ia fazer apresentações em público quase desmaiava de medo e vergonha lá na frente. Quando terminei a faculdade tinha que a presentar o TCC na frente dos professores, colegas e familiares. Neste dia quebrei um paradigma e fiz a melhor apresentação da minha vida, sem gaguejar. Depois disso decidi ser professor, e desde então não gaguejo em sala de aula. Atualmente minha maior dificuldade é falar ao telefone, mas creio que Deus irá me ajudar assim como me ajudou em outras situações. Acredito em uma cura divina para essa doença do cérebro, e sei que serei curado. Deus pode curá-los também, basta acreditar de todo seu coração. Um grande abraço a todos.

Marcel disse...

ola meu nome prefiro nao revelar,mas tambem sou gagoe sofro muito comisso;principalmente na escola quando tenho que apresentar para todos é um sacrificio.Mas paar mim ser gago nao me impede de ser feliz pois tenho muitos amigos e todos me respeitam e tem um grande viculo em nossa amizade.Olha eu posso dar um conselho para nos mesmo quando vamos fala ao publico devemos sempre olhar para o fundo e fixar nosso olhar em alguma coisa pois asim,ate esquecemos de gagejar pois assim ficamos mais calmos.

victorlino disse...

oi!
eu gaguejo desde moleque e hoje tenho 20 anos.lendo a materia acima eu pude detectar mt coisa q acontece comigo no dia-a-dia,por exemplo,pensra d+ nas palavras q vou falar p nao gaguejar,mas issu acaba me deixando ainda mais nervoso.sou meio de lua pq tem meses q quase nao gaguejo e tem dias q eu preferiria ter morrido a falar gaguejando pq fica mt forte.nao tenho mts amigos e tbm nunca tive um relacionmento duradouro por conta disso.msm sendo gago ja trabalhei com atendimento direto ao publico e me dava bem...percebi q tenho certa dificuldade em falar palavras começadas em M,P e B e certos valores como 49,90...RSRSRSrsrSRS
as vezes nao acredito em mim msm.
nao procurei ajuda proficional ainda pq tinha duvida se ia primeiro em um fono ou a um psicologo,tbm nao procuro a cura p esse mal horrivel,procuro a melhora significativa p viver melhor.
se alguem tiver algum conselho ou quiser conversar sobre o assunto pode me passar um e-mail
VICTORLINO@HOTMAIL.COM

Anônimo disse...

Olá tenho 35 anos, de 5 anos para cá minha vida ficou mt agitada e senti que começei a falar mt rápido chegando a ficar até c falta de ar, com isso veio um pouco a gagueira...tem vezes que falo tão rápido que até mesmo em leitura leio palavras erradas,acho que é devido ao stresse e isso me encomoda de mais, até mesmo em conversar c as pessoas, fico envergonhada...pois ñ era assim, queria saber se existe algum livro de terapia para curar ou amenizar a gagueira!
Atenciosamente!

MGOULART disse...

Pessoal, sou um caso de superação e uma prova de que a gagueira tem cura sim, hoje tenho 36 anos e fui gaga por quase 10 anos, começou aos 5 ou 6 anos e perdurou até a adolescência, por volta dos 14 anos, a partir daí começou o meu processo de cura, se me perguntarem como consegui, posso dizer que nunca aceitei a minha gagueira e sempre disse para mim mesma que não seria assim pro resto da vida, sempre fui determinada, isso com certeza foi essencial em todo o processo, sofri muito, só quem vive isso sabe a dimensão do problema. Faço análise e minha psicóloga se impressionou quando soube que fui gaga por 10 anos, pois não tenho nenhum indício, falo normalmente e bastante, consegui esta façanha por mim mesma, não tive acompanhamento psicológico e nem fonoaudiológico, embora saiba que isso é importantíssimo. De alguma forma temos esse poder, cada um tem dentro de si a força necessária para lutar contra qualquer coisa que julque necessária, eu lutei e venci.
Um abraço à todos!

Anônimo disse...

Ola meu nome é Micael tenho 9 anos,quero detalhar que meu tio está bem melhor da gagueira atraves de aulas de fonodiologa.

luciano o gato disse...

gostei muito da matéria
foi enrrequecedor
eu as vezes gagejo e quando o fonoaudiologo explica que nao deve
força a fala do individuo isso mim ajudou póis eu tenho dois tios que gagejam que é uma beleza isso é chato mais eu tenho conciencia que nao é porque eles querem mais sim um impulso.
foi otimo nota dez!!!

Anônimo disse...

Ola meu nome é Ezequiel.Eu já passei por muitas dificuldades com a fala,no colégio diante das pessoas.Por algumas veses a voz nem saia,eu li aqui o comentário de Júnior,quero falar pra ele que tenha esperança,fé em Jesus Cristo,por que Ele disse:VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTÁS CANSADOS E SOBREGARREGADOS E EU VOS ALIVIAREI"Mateus11:28.Eu sei o que é ser disfluente eu tambm sei o que é passar por vergonha por isso busque a Deus e Ele a de te mostrar o caminho e uma saída para vencer os desafios que a vida nos proporciona.Eu ainda estou em tratamento,o que era impossível para mim ,hoje é possível.Procure uma fonodióloga e ela vai te ajudar.Eu creio! Um abraço.

Anônimo disse...

Meu nome é Ezequiel sou o mesmo da postagem anterior.Desde criança eu falava muito rápido e gaguejava muito.Não sabia falar:vl,pr,cr,fl,cha,pl,bl,j,z.Terminei um relacionamento,ao passar alguns meses percebi que estava gago mais do que era.Eu não estavamas aguentando,era muitas dificuldades.Um dia ao fechar a porta do quarto em lagrímas pedi a Deus para falar bem correto.Um mês depois fui até uma fonoaudióloga.Deus tem seus planos em cada vida,então a fonoaudiologa me ajudou muito,hoje eu falo todas as letras que eu coloquei aqui no início do meu comentário.A fonoaudióloga passa sempre pra gente que nós temos um potencial dentro de nós que não conhecemos,nesse tempo que eu faço tratamentorealizei vários sonhos.A mentalidade tambem mudou,hoje eu tenho coragem de desafiar alguns medos que a gagueira me fazia sentir,por exemplo:falar em público,pedir informações.Aprendi a perceber algunssons que era dificil de falar sem gaguejar,aprendi a buscar solução para gagueira;na leitura percebo que estou melhorando cada dia,falar nomes de alguns lugares,pessoas e números,que antes por não falar certo tinha medo de gaguejar,aprendi a contolar minha gagueira,aprendi tambem que ser gago é um ser igual a todo mundo,aprendi a olhar nos olhos das pessoas com quem falo,tambem a usar relógiopois até isso não usava por receio d alguem me perguntar a hora.Como vocês estão vendo eu tinha alguns traumas por causa da gagueira,mas graças a Deus e a minha fonoaudióloga,estou vencendo.Ainda estou em tratamento mais tenho metas a alcançar e desafios para enfrentar,pois ainda queas cincustânciasda vida nos coloque em situações constrangedoras há uma esperança.Que Deus ajude a todos vocês,esse é o meu desejo.Você Pode!uma abraço

Samanta disse...

Meu nome é Samanta e sou gaga desde pequena...desde que me entendo por gente. Sofri muito quando pequena pois meus vizinhos(adultos) zombavam muito de mim...ñ conseguia falar direito...demorava muito pra iniciar uma palavra. Na escola sofri preconceitos também mas ñ me lembro de tr me abalado tanto...no ginásio tinha muito medo na hora da aula de português em que tinhamos que ler textos. Apesar da gagueira conseguia ler bem e tirava boas notas. Hoje em dia ainda gaguejo...não tanto como na infãncia.Quando fico nervosa parece que gaguejo mais ainda...muitas pessoas ñ notam que sou gaga, minhas amigas ñ me descreminam por isso. Já abandonei um trabalho por causa da gagueira e achava que nunca fosse arrumar outro emprego. Mas graças a DEUS fiquei 10 anos trabalhando numa mesma firma...hoje não tenho mais medo de não arrumar emprego por causa da gagueira, sei que posso controlar...que sou capaz!! muitas vezes consigo conversar normalmente...em publico ou nervosa guaguejo...confio muito em Deus e sei que posso ficar curada se eu tiver autoconfiança em mim mesma. Fiz fono durante algum tempo mas abandonei...achei que não fosse adiantar...tem época da vida que parece que me "ataca"mais a gagueira...tem época que falo quase que normalmente. Sou feliz com meu marido que me aceitou e sempre me amou assim mesmo, tenho dois filhos lindos que não saõ gagos! gostaria de ficar curada, seria muito mais feliz!

Anônimo disse...

Ola eu me chamo André, Mais conhecido como GNOMO.eu sou gago dez dos meus 11 anos hoje tenho 16
e quero parar, tem cura ?
Ser gago me atrapalha muito, nas apresentações de escola com amigos e varias outras coisas tabem.
Me add no msn:

andre.gnomo@hotmail.com

Anônimo disse...

Olá,tenho 31 anos sempre gaguejei,existe algumas vezes que que falo bem, mais é preciso um esforço muito grande, tenho sofrido com isso sempre que vou pedir uma informação para alguem dificiomente consigo,as palavras não saem.Canto na igreja, e simplismente sai maravilhoso>Por que acontece isso?

Anônimo disse...

Tenho 19 anos, sou gaga desde de pequena, qndo eu era pequena eu gaguejava mais, s pessoas sempre riam de mim, e eu chorava mto. Eu fico me perguntando, será q essas pessoas não percebem q eu sofro com isso? , hoje eu percebi q eu gaguejo mais, qndo eu to com a minha família, qndo eu estou com amigos e namorados, eu consigo controlar. Nunca tive problemas com namorado e trabalho, graças a deus. Hoje algumas pessoas zombam de mim, antes eu ficava muito triste, hoje eu não ligo mais, eu sei q Deus está comigo, e vai me ajudar a superar isso.

Anônimo disse...

Oi, eu ja sofro muito com a gagueia, isso começo com uns 14 anos e hj eu tenhu 18, desde naquela epoca eu gaguejava muito mais, agora depois de 4 anos melhorei muito minha fala.

Vou dar uma dica pra vcs, achu q isso vai ajudar:

se perceberem o gago ele fala muito rapido as palavras, entaum tente pronunciar cada silaba da palavra devagar.

quando falamos, nos naum mexemos muito os lábios, tente mexer mais os lábios, abra mais a boca, isso ajudou muito pra mim.

outra dica eh, ver qual palavra vc gagueja mais e na sua casa pronuncie ela,falando alto, e varias vezes, se poder muitas vezes. xD


EU TIVE QUE FAZER UMA ENTREVISTA ESSES DIAS, FOI MUITO DIFICIL, MAS ELES NAUM PERCEBERAM QUE SOU GAGO.


Ah uma dica importante tb eh, olhem como seus amigos falam as palavras, eles pronunciam diferente de nos que somos gagos, entaum tente pensar como eles falam devagar as palavras e faça igual.

ESPERO QUE EU TENHA AJUDADO!

Anônimo disse...

Oi também sofria muito de gaguisse, agora depois de 15 anos de tratamento, sabe o que aconteceu? nanananananaada!

Anônimo disse...

A gagueira esta na cabeça de vcs.....

Anônimo disse...

hoje eu creio em cura,mais meus amigos falam que nao existem cura,sera que sim,peço ajudam porque ser gago é uma coisa muito ruim.
por favor mim ajude...
email;aderley1@hotmail.com.br

Anônimo disse...

Bom meu nome é Thays, sou Gaga, mas faço tratamento com uma psicóloga e com uma fono. Meus tratamentos estão indo bem , mas até agora ñ ví nenhuma melhora, mais a psicóloga disse que vai dar certo e só ter pensamento positivo. Por favor se vcs soberem de mais dicas me mandem aqui meu email: ta.cristianne@hotmail.com

Ezequiel de Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

meu nome é Ezequiel, sonhar é preciso, nunca deixe de sonhar.Sonho foi feito para ser realizado.Não deixe uqe uma dificuldade na fala coloque obstáculo nos seus sonhos. Um abraço

Moscão disse...

Oie, bem eu sou gago, e há momentos que estou pensando em falar alguma frase e não consigo !- as vezes gaguejo quando tento falar mto rápido ou quando estou ancioso pra dizer algo, porem, quando estou tranqüilo e calmo eu falo bem, mais com algumas repetições continuas... fico com vergonha as vezes, mais brinco com isso e levo adiante, preciso curar essa minha gagueira, pq na faculdade eu irei sofrer mto com isso !!! tenho medo.

Anônimo disse...

olá meu nome é Ezequiel.Vou começar meu comentário falando que na epóca que estudava era muita brincadeira de mal gosto comigo, por causa da fala, era muito difícil, por isso eu falo: Nunca desista de estudar. eu fiz até um comentário: nunca desista de seus sonhos.O estudo é muito importante na vida de uma pessoa, por isso não foque as dificuldades. hoje eu percebo isso,dificuldade sempre vai existir, cabe a nós lidarmos com ela, sempre tire algumas lições nas dificuldades pense nisso,creia tenha fé que Jesus Cristo te ama e vai te ajudar. Não deixe que o medo vos domine se valorize,fique sempre perto de pessoas que te encoraja a vencer, os desafios. Esse é um conselho de uma pessoa que sabe o que é dificuldade, Um abraço.

fabiana disse...

Olá, Sou Bianca, e tb sou gaga. A gagueira já afetou muito minha vida, mas tive q aprender e enfrentar-la. Durante a faculdade tremia só de pensar em apresentações, sentia tremedeira, minha mão suava, era um inferno, no final do curso qdo tive q apresentar meu TCC, tremir muito. Fiz tratamento psicologico e fonoaudiologo...mas ñ serviu muito...hj acho q com maturidade...sou Engenheira já formada, tomo conta de um fábrica com mais 300 funcionário, não parei de gaguejar, mas tenho passado muita segurança para aqueles q treino e lider.

Não desista , mostre as pessoas o msm gagueijando vc tem muito o q dizer em sua PALAVRAS E NÃO EM COMO FALA.

Boa sorte e todos!

CIBELINHA LINDA disse...

Bom, meu nome é Cibele, tenho 33 anos. Eu também gaguejo desde pequena, com 4 anos já começava a falar com a gagueira. Não sei se esse pequeno problema tem a ver com o fator genético. Meu pai é gago e o meu avô paterno era também. Já sofri muito durante o período escolar. Como posso fazer para minha fala melhorar?

Anônimo disse...

Parabéns pelo site, é assim que combateremos o preconceito. Gagueira não é doença.

Aqui deixo o contato da minha fono, uma excelente profissional de BH/MG: daniellelins.com.br

Anônimo disse...

Bom, sou gago desde pequeno, mas lembro que isso nao me atrapalhava muito, eu ate me apresentava na escola, mas agora com 20 anos parece que piorou, nao consigo me comunicar direito e isso me afeta, se souberem de algum tratamento me falem, meu nome e Marcos, e meu e-mail e
marcos_ova@hotmail.com
Valeu

Anônimo disse...

Sou um pouquinho gago, mas por ansiedade. Passei a ler livros em voz alta, principalmente a bíblia. Leia como se estivesse falando com alguém, tranquilamente. Façam isto diariamente e também vão melhorar a fala. Fiquem com Deus.

Anônimo disse...

OLA
BOM EU TBM SOU GAGA E SOFRO MT COM ISSO.
MAS O VALE É TERMOS FÉ QUE ISSO UM DIA VAI MUDAR,NÃO PODEMOS DESISTIR TEMOS QUE LUTAR E SABER VIVER COM ISSO DEVEMOS NOS ACEITAR DO JEITO Q SOMOS NAO SOMOS DIFERENTES DE NINGUÉM SOMOS IGUAIS.

Magda Sofia Vinhas disse...

bem..... isto e 1 assunto complicado.... tenho gagurira desde k eu tive 1 trauma de infancia..... nao tive ajuda e inda hj n tenhu, ha pessoas horriveis neste mundo ja fui gozada e humilhada, namoro e meu nino n m apresenta a familia por eu eu ter rstr problema e o k eu axo... kero tratar m n consigo xo m sei isolar de toda a gente nen ao super mercado vou, ao ter medo de falar e claro gaguejar... aox k tem esse problema LUTEM n façam como eu k vivo ESCONDIDA do mundo

Anônimo disse...

Oi ..queria muito conversar com vc Magda Sofia, por favor me manda um e-mail no musica@advir.com

Me identifiquei muito com o que vc falou..
tbm sofro muito como vc!!

abraço

leo disse...

Oie Meu nome e leonardo tenho 17 anos ,sou gago desde pequeno, sofri muito com isso mais eu to melhorando as poucos os anos vai passano e eu nao to como antes, era paranoico tambem evitava falar , mais agora eu me esforço pra falar em publico , conversa com as pessoas pra mim ir tirando esse trauma as pocos e isso esta me ajundando ,se vc que esta lendo e gago tambem tenta fazer as coisa que um gago nao faz e começar a quebrar esse trauma que e a gagueira. abraçoss
se alguem quiser adicinar no msn : leonardo_andrade93@hotmail.com

quel disse...

Deus nos ama. quando Deus queria libertar o seu povo de outra nação falou com um gago, chamado Moisés. Mas, ele recusou por não saber falar, porém Deus insistiu .Moisés foi um líder do seu povo e o único profeta que falou face a face com Deus,isso prova que Deus nos valoriza grandemente.

Wladimir disse...

Quel,

Sou o escritor desse blog. Vc quer escrever uma postagem sobre isso? Entre em contato comigo: wladimirdamasceno@gmail.com

Carol!! disse...

to numa promessa a 1 ano, para párar de gaguejar. tenho 14 anos, nao sou mtmtmt gaga, mas é triste ser, eu nao consigo ler na aula, invento que to com dor de garganta, etc.. n sei o que fiz pra merecer isso, sou desde pequena sofro com isso... eu queria mt fazer palestras, apresentar um trabalho, na escola, ser uma profissional digna, poder falar com as pessoas de forma normal, sei que Deus nao me abandonará. to apenas em água a 1 ano, e por tempo indeterminado. e pior de tudo.. eu NAO sou timida, sou pq sou gaga. se nao fosse, minha vida seria muito melhor. nao tenho mais vida, desisti de tudo por causa disso. nao aguento mais!! vou morrer inválida!! :(

lugi disse...

bom pessoal tambem sou gago,tenho 22anos e to na faculdade,mas nos temos q enfrentar esse problema de frente e não nos deixar abater com isso,eu me considero uma pessoa forte,por isso nao desisto.luigelago@hotmail.com

wanwantem disse...

Olá pessoal, Meu nome é Wanderson e sofro com a gagueira desde os 8 anos, hoje com 25 percebo o quanto ela me atrapalha fazendo com que a auto-estima, e complexo de inferioridade se pendure em mim, estou terminando o curso de C. Biológicas e só Deus sabe o que passei nesses anos todos para apresentar os seminários. já recebi chacotas de alunos e o pior de tudo é que não consegui me defender pois achei que iria piorar tudo. mas tenho fé em Deus e sei que vou conseguir vencer isso contado também com ajuda profissional. por isso eu digo a todos aqui, não desistam nós somos maiores que isso. wanluli@hotmail.com

Paula disse...

Sou fonoaudióloga Clínica em POA e o meu recado é que o pessoal procure atendimento fonoaudiológico com profissional especialista em linguagem e que tenha experiência no tratamento de pessoas que gaguejam. O paciente que gagueja precisa de avaliação específica para cada caso. Cuidado! Não há solução mágica, mas a Terapia Fonoaudiológica Adequada é de grande eficácia!
À disposição!
Paula Bandeira Pereira - (51)30245610 - www.centrofono.net

Anônimo disse...

ola meu nome e romildo casado 33anos,tenho este problema desde pequeno,quantas namoradas eu perdi po causa disso rsrsrsja perdi empregos por nâo saber me defender,ja deixei de arrumar emprego por ir mal na entrevista e assim por diante rsrsrsrsr nunca procurei tratamento pois achava que nâo tinha .nesses 33 anos percebi q o meu problema e por epoca tipo 6 mese sim 6 meses não estranho ne rdrdrddrdrrsrsrsr o ruim e que esta no mes sim rsrsrsrssrsr

Anônimo disse...

oi meu nome é angelo camboim tenho problema de gagueira desde pequeno ,minha vó ja tentou de tudo fui até em medicos mas nao adiantou,na escola é um horror.pra falar em publico eu evito o maximo possivel.por q tds riem e isso me constrangi.tenho doze anos

email:angelocamboimtkd@yahoo.com.br

Elciney disse...

eu tenho um problema na fala que quando vou conversar com as pessoas , eu sinto que a minha respiração ela acelera e as palavras saem que ninguem entende , o por que disso? será que é uma gagueira, ou será que problema psicologico , se algum fonoaudilogo ou especialista quiserem trocar ideias vou colocar meu endereço eletronico e msn para discursões.

mns elciney@hotmail
email elciney@r7.com

Fernando disse...

Sofro por demais com minhas pausas na Fala, mas confesso que ao fazer essa pesquisa, e ler o que tem contido aqui, vejo sim a Cura, e de fato como tem um comentário que nós pensamos antes de Falar, isso é a mais pura verdade!! Eu penso por demais e isso me atrapalha muito, mas eu acredito que muito em breve, terei excelentes resultados, com meu tratamento e claro, vou passar a não pensar tanto antes de falar, e sim, falar de uma forma mais leve, sem muito medo, pois dessa forma, com certeza estarei progredindo e tenfo bons resultados, Obrigado a todos!

Anônimo disse...

olá,tenho 30 anos e gaguejo desde pequeno,as vezes falo bem,as vezes travo.No meu caso dou pausas na hora de falar,já deixei de ter sucesso profissional devido ser gago.Quando estou alcoolizado falo fluentemente,estou com medo de não der outra opção e usar isso como válvula de escape e começar a beber sempre.Por favor se alguém tiver umas dicas me ajude...obrigado juniorlive99@hotmail.com

Anônimo disse...

Olá, sou gago a um bom tempo, hoje tenho 24 anos.. é meio complicado, dô minhas gaguejadas todos os dias... Mas não ligo muito não, é mais em tempo de stress, quando to feliz, contando piadas, nem fico gago. Em mim é mais tranquilo, mas já cansei de ficar com vergonha... Uma coisa legal, com mulher eu não fico gago.. ahahah estranho, mas isso me ajuda. Fico bastante descontraido e saiu pegando todo mundo.. e tem gente que fala.. o bixo é gago e ta pegando essa gostosa!!!!!! E os "normais" não dão conta, legal neh?? Tenho meu emprego, trabalho como analista de sistemas e no trabalho tenho que falar pouco, foi dificil na escola, quando era mais novo e não sabia me controlar muito.. mas com o tempo vc pega segurança no que vai falar.. e não gagueja

Anônimo disse...

Odeio ser GAGO .. usso me afeta mto
eo nun qeria nascer assim nãao maais faaze oqe ne ¬¬ ninguem é perfeito, eu não desejo issu pra ninguen porque é horrivel a pessoa fica esperandoo vs falar ;É mto triste issu , as vezes eo colocava a culpaa em Deus maais hj vejo qe ele não ten nada a ver com issu ;D
pra mim a gagueiraa é uma maldiçao =\

Anônimo disse...

Olá, sou gago desde de que me entendo por gente e isso sempre interferiu de maneira extremamente negativa em minha vida.Hoje tenho 26 anos e não estou curado,Por incrível que pareça sou professor e as reuniões pedagógicas são meu martírio.Sou muito calado e extremamnete calmo.Bem, por ser espírita acredito que a principal causa da gagueira esteja em nossa conduta errônea enquanto seres humanos em outras oportunidades encarnatórias.Claro que existem fatores hereditários, mas pensem nisso, procurem ter paciência, praticar o auto-perdão, ser bom e jamais desistir de vencer,eu tento todo dia!Um forte abraço.

leonardo disse...

Olá pessoal, meu nome é Leonardo e eu também sou gago. Tenho 29 anos e esse prblema já me atrapalhou muito mas, estou melhorando acho q talvez tenhamos que conviver com isso pro resto da vida porem, o concelho que eu posso dar é o seguinte: todas as fezes que preciso faar em público começo falando com o pesoal sobre a dificuldade que tenho e sobre minha timidez e faço como se fosse uma palestra e as fezes até consigo deixar pessoas que não gagueijam numa situação em que elas ficam mais tímidas do que eu. Já fiz as melhores apresentações na faculdade! Outra coisa que percebi é que quando estou no domínio duma situação ou quando estou com muita raiva a gagueira para. Percebi que quando estou bastante seguro de uma situação melhora bastante.Já toquei violão em barzinho e isso me ajudou com a ´timidez. Sou policial, imagine como pode ser difícil pra mim! hugo.loc@hotmail.com

rômulo disse...

bem pessoal me chamo rômulo e tb sou gago .já passei por diversas dificuldades seja pessoal ,profissional ,amorosa entre outras . a gagueira realmente faz estragos na vida de qualquer ser humano , mas o q na verdade me fez entrar em completo desespero foi descobrir que uma das pessoas que mais amo tb começou a gaguejar ; meu filho ,mas confio em deus e concerteza por meio de tratamento deus colocará sua mão misericordiosa na cabeça do meu filho e ele sem dúvida vai parar de gaguejar , espero que todos melhorem ,,,,grande abraço !!!!!!!!!

DANIELA disse...

Meu nome é Daniela,também gaguejo desde pequena,estou no primeiro periodo da faculdade...e tenho muita dificuldadede apresentar seminarios..até pra ler os slides eu gaguejo,imagine explicar,fico tipo fazendo força pra falar,sinto ate dor de barriga,me esforçando pra sair a palavra..costumo fugir dos seminarios...mas estou fazendo tratamento psicologico e fonoaudiologo também...e tenho muita fé em Deus,e sei q ele vai me ajudar!adoro meu curso,sou estudiosa,o unico problema é esse!!! mas DEUS vai me ajudar!!! abraço...

Jéssica soares disse...

Olá meu nome é Jéssica soares, tenho 18 anos de idade,apresento gagueira em momentos de tensão,quando estou muito nervosa.Esse problema já me atrapalhou muito,principalmente porque temos que lidar com o preconceito e a incompreensão das pessoas,mas com o tempo consegui controlar um pouco mais

alexandro disse...

ola sou alex tenho 18 anos idade de desde de crianca tenho gagueira e com passsa do tempo vai ficando mas piou ainda o q eu tenho q fazer pra conseguir controla ou curar a minha gagueeira pq isso mim prejudica muito no meu dia a dia

Anônimo disse...

olá eu sou gaga desde os meus 6 anos de idade tenho 14 anos, será ke ainda eu tenho chances de ter uma fala normal?

Lauro disse...

A busca pela dissipação da autovaidade e do orgulho proprio bem como assumir o fenomeno da gagueira no discurso são elementos básicos para o processo de melhora.

mikicherry disse...

Eu sou gaga, teve um tempo que eu quase naum gaguejava e agora voltou á tona, ás vezes demoro mtt para completar uma frase
A filha da puta da minha mãe jah estah de saco cheio, vou pedir pro meu pai se da pra eu fazer fono pq me irrita a minha mãe (naum tem paciencia essa viada _|_)

Elton disse...

olá sou Elton, tenho 28 anos e gaguejo desde os 15 anos, sofri muito no colégio, e ainda sofro muitos preconceitos, a estima e a moral caem lá embaixo, se quiserem contactar comigo meu email é moreninho73@hotmail.com

David Carvalho disse...

a minha dica para amenizar as causas da guagueira é a seguinte:
A guagueira está na sua cabeça(psicológico),quanto mais vc achar que é gago mais gago vc vai ficar.eu sofria com este disturbio na fala a muito tempo,principalmente tendo irmãos gagos tbm,sei que que é dificio acreditar e de tentar esses métodos tbm mas a auto ajuda é a melhor ajuda.então o segredo é....tente conhecer cada parte do seu corpo,cada pedaço do seu sistema,vc é um só nessa complexidade de órgãos e funções.
tente seções de mentalizações quando estiver só ou antes de dormir,quando vc estiver bastante relaxado começe a pronunciar as palavras,começe a lêr mais e aos poucos vai perceber uma melhora incrível na sua fala!!!!

obs.eu não sou graduado em nada,isso é apênas uma dica pessoal que eu usei e deu certo.seje paciênte e esse trauma vai sumir logo logo.
um grnde abraço e boa sorte!!!

Anônimo disse...

Olá,eu tbm sofro de disfluência,isso me atrapalha muito.Eu já fiz tratamento,mas de nada adiantou,acho até q piorou.Isso tá acabando comigo,tenho 17 anos,tenho poucos colegas,nunca tive namorada,as únicas pessoas q tenho para me ajudar são meus familiares e Deus.Mesmo com todos esses problemas q tenho ainda tento lutar contra esse mal,quem sabe um dia ainda fico livre disso.

vanderlei disse...

Sou casado´tenho 33 anos. minha esposa diz, que ñ sou gago.
Mas toda vez quero conv. a lingua trava, principalmente em público, quando estou estressado e nervoso.
Goatria tanta de uma soluçao.

Galdino disse...

holla malta...tal cmo voces eu tambem sofre e sofro desta pertubacao mental mais deixa-me dar a voces uma optima novidade ''a gagues tem cura sim'' e eh mto facil a cura o segredo esta em nos mesmos os portadores e o segredo eh a (auto confianca em nos proprios,nao tente controlar as palavras pois isto eh um erro mto grave q so aumenta o nosso xtress e poem-nos mais nervosos ainda,quando estamos a falar temos q ser naturais cmo se estivesse-mos a cantar uma musica q ja esta dentro de nos)mtos de nos gagos quando estamos em uma situacao em que pede-lhe digamos exprassar uma fala sem falhas o q passa na nossa mente eh :meu deus ajude-me,as pessoa se vao rir-se de mim...eh pois eh uma situacao constrangedora mais nao se preucupe pois Deus sempre esta desponivel pra ajudar-nos mais pra isso antes devemos ajudar-nos a nos proprios mantendo a calma...obrigado pela atencao e ateh a proxima oportunidade.

Anônimo disse...

carolina,eu tambem sou gaga ja sofri mto com isso alias sofro ate hoje qdo tenho q falar com as pessoas no meu trabalho,fico aprenssiva minha voz quase nao sai so q procuro manter a calma e a tranquilidade q tudo da certo,ja fiz fono por 2anos e melhorou bastante so q como mudei de cidade e quase nao tenho tempo as vezes dou uma gaguejada so q meus amigos entendem e me dao forças,hoje nao ligo tanto porque sei que no mundo nao existe ninguem perfeito...bjos a todos e força.

Anônimo disse...

Oi meu nome é LEANDRO,tenho esse problema na fala desde criança. Hoje tenho 27 anos faço Educação Fisica na UESC da Bahia e sei que não é fácil se expressar diante do público.Só em os docentes mencionarem a palavra seminário, já começo a sentir aquele friozinho na barriga e só passa com seu término.Essa disfunção na fala acaba nos inibindo, fazendo com que a gente não se pronuncie em muitos momentos da nossas vidas. As vezes perdemos oportunidades que poderiam nos fazer crescer.
Quando meu relacionamento social e controverso: as vezes me saio bem as vezes não.E como já foi mencionado acima, há períodos que comsigo expresá-me bem.
Assim, falo a vocês que não tem cura, mas tem tratamentos que podem nos ajudar a melhorar nossa dicção e dessa forma, concerterza irá melhorar nosso convívio social.Consequentimente, seremos mais feliz!

Um abraços a todos e fiquem com DEUS. Ele é a luz dos nossos caminhos. Não se deixe abater!

Email:kokofantradi2@hotmail.com

gean cleiton disse...

olá pessoal meu nome é Gean Cleiton tenho 21 anos,quero dizer atraves desse comentario que tabém sou gago,e sei dizer muito bem o tanto que é ruim so nos que somos q podemos dizer o que nos passamos eu sou ministro do evangelho desde dos meus 15 anos de idade e por incrivel que pareça quando estou pregando não gaguejo sou tocador da minha igreja e cantor concerteza sou feliz mais so tem esse problema quando vou conversa com as pessoas e gaguejo bastante mas estou orando pedindo a Deus a minha cura e tenho certeza q vai chegar e senti muito bem com esses comentarios e estarei orando em favor de todos quiser falar comigo esta meu email
gean_rvmix@hotmail.com

Anônimo disse...

Eu sou Gaga Tenho 16 anos, e não me lembro bem quando que comecei a gaguejar, mas logo que entrei na fase da adolescência vim percebendo como isso afeta minha vida pessoal.
Gostaria de saber se há um tratamento específico e gostaria de receber algumas dicas pelo meu e-mail; ellyane-lk-013@hotmail.com
Muito Obrigado e espero que me ajudem!

Anônimo disse...

ola , sofro de gagueira , não aquela fala trancada de tudo e sim as vejos ir falar palavras que tem sibalas tonica forte, nossa e um horror procuro vamos supor ao inves de falar problema , falo erro. fiquei um bom tempo falando normal , mais isso nem lembrava que era gago , e so voltar a pensar que não consegue falar que a gagueira volta , deus cura todos!!! amem

Anônimo disse...

Oi, Eu me chamo elane e eu tenho uma irma gemea que tambem é gaga, mais entre eu e ela eu sou mais,eu tenho 18 anos, sou gaga desd pequena, faço faculdade de arquitetura e urbanismo, e quando é na hora de seminarios eu fico muito preocupada, pois na hora das apresentaçoes eu me saio super mal, gaguejo de mais e todo mundo chega a rir de mim,eu fico envergonha e super sem graça, ainda mais quando eu fico nervosa, ai as coisas pioram, minhas maos soam frio, e eu fico sem ar e sinto que lá na frente a minha apresentaçao nao ira se sair bem...Quando as palavras iniciam com a letra (P,C,T,A,E,I,O e U) eu nao consigo falar, trava completamente e fico sem folego e o meue stomago começa a doer de sem ar que eu fico, em seminarios e provas orais me prejudica de mais, pois ja fugir de algumas apresentaçoes, mais quando eu apresento as vezes (dificilmente)eu me saio bem, mais praticamente em todas os seminarios eu me sair mal. isso é muito ruim, tem tempos que a cituaçao piora, e tem tempos que eu nao gaguejo muito, isso é de mais ruim, amis eu creio em DEUS, e ele vai me ajudar a eu da a volta por cima! Bjosss

gilmar disse...

oi,meu nome é gilmar,pois eu tambem sou gago,e isso me encomoda muito,tenho vergonha de apresentar em público,de mim apresentar pra pessoas,mas descobrur um jeito de me controlar ou me curar quer saber a resposta?a resposta é JESUS.ele pode me curar e te curar.sempre que tenho uma estrevista de trabalho ou qualquer apresentações em publico,pesso a DEUS pra estar no controle da situação,pesso a ele que pra falar por mim.pq quem deve ficar envergonhado é diabo,nao nos.pode nao ter cura aos olhos humanos,mas para DEUS tem cura.e tenho certeza que ele vai nos curar.DEUS PODE TUDO.creia em DEUS.

ZÉ ROBERTO FERREIRA disse...

PESSOAL, MEU NOME É ZÉ ROBERTO, SOU GAGO, MAS TENHO SUPERADO MUITO COM A AJUDA DE DEUS ATRAVES DA IGREJA METODISTA EM APORÁ, FOI DIFICIL E DEPRIMENTE E ATÉ HOJE É DOLOROSO, PORÉM COM JESUS EU ME SINTO MAIS FORTE...QUE DEUS NOS AJUDE!!!!

Anônimo disse...

boa noite pessoal, eu passo por isso tbm, esse negócio de gagueira é muito constrangedor, peço ajuda e se alguem souber de um tratamento pra esse mal me add aí por favor jefersonsantiago@hotmail.com

Roberto disse...

Gente acredite se quiser mais eu fiquei gago por uma mensagem subliminar. Mais deus me ajudou e hoje ja estou bem melhor graças a deus creia em deus e ele tudo fara mas tenha paciencia porque tudo tem o seu tempo. Se quiser conversar comigo so é me add no msn silvatiago42@hotmail.com

Anônimo disse...

Bom...eu sou gago desde criança e isso afeta muito,em vez em quando sou motivo de zuação na sala,mais enfim eu queria sabe se existe uma cura pra gagueira sem ir ao Fonoáudiologo
Se saberem de algo add meu msn ae por favor

NiiLo.s2@hotmail.com Obrigado.

Unknown disse...

Sou gaga desde pequena, já sofri muito com isso, na faculdade era um horror para apresentar trabalhos, falar ao público, para apresentar monografia foi desesperador a mão suava, fiquei super nervosa não pela monografia, mas sim pela gagueira porque sabia que iria gaguejar, mas consegui apresentar, sou formada em Artes Visuais, hoje sou professora ministro as minhas aulas com crianças e adolescentes, não vou negar que continuo gaguejando mas tento controlar-la. Me digam o que eu posso fazer em casa, para eliminar de vez, esta gagueira que tanto incomonda. Um abraço a todos...

Anônimo disse...

Olá pessoal,

Eu não gaguejo sempre, mas o pouco que gaguejo me deixa muito chateado e com raiva de mim mesmo, pois não consigo controlar tal situação, tenho certeza de que isso é psicológico e precido encontrar alguma forma de driblar a gaguejeira. Um forte abraço e superação pessoal!!!

Anônimo disse...

Olá Pessoal,

Estava lendo os comentários e me vi falando em alguns, tenho 19 anos, faço faculdade de Administração e nos seminários e apresentações é difícil, só gaguejo nestas ocasiões, com amigos e quando falo com poucas pessoas junto não gaguejo, tem dias de aprensentações na faculdade que chego e tenho medo de apresentar vou lá na frente e a minha mão sua eu fico gelado, tento passar o mais rápido possível a apresentação e ia fica pior, ainda não procurei auxílio fono e psicológico.

É difícil ser gago, as piadinhas e o pior é quando você vai apresentar e falar em público e as pessoal começam a dar risadinhas, isso é muito contransgedor.

Abraços,

Fabrício Souza disse...

Olá. Meu nome é Fabrício. Sou universitário,tenho 33 anos e tenho gagueira desde criança.Gostaria de pedir ajuda, pois isso é um problema muito constrangedor pra mim.Se puder me enviar dicas de como proceder para melhorar minha dicção, ficarei muito grato. Meu e-mail é fabriciosouza05@hotmail.com.

Anônimo disse...

Olá,eu também sou gago tenho muita dificuldade de falar em público.
A gagueira me acompanha desde de pequeno eu acho que é ereditária meu pai também é gago,sofro muito com isso, pois perdi várias promoções de emprego devido esse problema fico com a alta estima muito baixa.
Mas não devemos desistir devemos lutar contra isso pois somos pessoas inteligentes.

Anônimo disse...

Oi!
Eu tenho uma grande amiga que é gaga.
Sinto muito por todos que são!

Anônimo disse...

oi guaguejo desde pequeno
mas minha gagueira não é tão avançada
ela e mais pro lado emocional
gostaria muito de saber se tem algum tipo de tratamento que eu possa fazer para acabar com esse meu problema.se alguem souber por favor manda no meu imail.pablo_gomes11@hotmail.com.
fico grato desde ja!!!!!!.

Anônimo disse...

bom sou gago der de pequeno tenho dificuldeda as vezes, e o meu filho estar gaguejando muito e eu nao sei o que fazer se alguem souber me ajudar na cidade de goiania por favor me ajude grato.3275 2414

Anônimo disse...

Olá...
Assim como foi dito nos outros comentarios, tambem gaguejo desde pequena, hoje tenho 18 anos e me chamo de Ana Mirza. Já me senti um pouco constrangida com esse problema, mas nunca o levei muito a serio, sou timida, mas isso não me impede de falar em publico, acredito que na minha capacidade e não deixo esse problema me derrubar, procuro encarar essa dificuldade na fala como um desafio do qual eu quero encarar e vencer. Estou fazendo faculdade e serei (com muito orgulho) professora, terei que falar bastante, estou procurando tratamento com um fonoaldiologo e sei que melhorarei cada vez mais. Uma coisa que nunca podemos esquecer, seja qual for o problema, é que eu faço a minha realidade, eu sou responsavel pela minha felicidade, antes de qualquer coisa, é preciso que eu me aceite e me ame como eu sou, só assim serei feliz. Busque sempre dicas, tratamentos, profissionais, mas não faça disso uma cruz que tenha que carregar, uma busca incessante, aceite-se como vc é e fale, pois alem da fluencia o mais importante é o conteúdo que sairá de sua boca.

Anônimo disse...

Olá...
Assim como foi dito nos outros comentarios, tambem gaguejo desde pequena, hoje tenho 18 anos e me chamo de Ana Mirza. Já me senti um pouco constrangida com esse problema, mas nunca o levei muito a serio, sou timida, mas isso não me impede de falar em publico, acredito que na minha capacidade e não deixo esse problema me derrubar, procuro encarar essa dificuldade na fala como um desafio do qual eu quero encarar e vencer. Estou fazendo faculdade e serei (com muito orgulho) professora, terei que falar bastante, estou procurando tratamento com um fonoaldiologo e sei que melhorarei cada vez mais. Uma coisa que nunca podemos esquecer, seja qual for o problema, é que eu faço a minha realidade, eu sou responsavel pela minha felicidade, antes de qualquer coisa, é preciso que eu me aceite e me ame como eu sou, só assim serei feliz. Busque sempre dicas, tratamentos, profissionais, mas não faça disso uma cruz que tenha que carregar, uma busca incessante, aceite-se como vc é e fale, pois alem da fluencia o mais importante é o conteúdo que sairá de sua boca.

Anônimo disse...

tenho 48 anos,sempre fui gago...ja perdi muitas oportunidades de emprego e de namoro...me sinto fracassado por essa maldita gagueira! tenho muita dó,quando vejo uma pessoa gaga...pois sei o q ela ja sofreu e sofre...como eu qria me livrar disso...tenho muita fé em Deus! peço muito q ele me cure,pois pra Ele nada é impossivel! vou continuar acreditando q Ele ainda vai me livrar desse ``mau´´q tanto ja me prejudicou. vou pedir à Ele,em minhas oraçoes,por mim e por todos vcs tbem!!!

Anônimo disse...

olá,eu tenho 15 anos e sou gago,eu sofro muito com isso...
então por favor me ajudem??
não aguento mais...:(

Luciano Carvalho disse...

Luciano Carvalho, 37 anos.

Olha existem vários níveis de gagueira, aposto que todos ficam admirando quando ver alguém falando como se estivesse brincando com a voz,não e verdade, com o passar dos anos eu fui aprendendo a lidar com esse distúrbio da fala, passei a usar palavras semelhantes quando não conseguia falar a que queria, travava uma batalha imença comigo, contudo comecei a perceber que faltava fôlego para falar e isso era e ainda é o que atrapalha bastante, as vezes a garganta fica seca e não conseguimos falar mesmo sem dar uma pequena tosse e salivar para molhar a garganta, entretando comecei a mim policiar com a respiração o tempo de falar para não atropelar a própria fala e fui melhorando a cada dia, hoje, ainda tenho alguns distúrbios mas estou bem melhor, há outra coisa procurem ler em voz alta não gritando más para poder ouvir-se e entender o que esta lendo, cantar também ajuda a relaxar e o mais importante sei que temos receio de falar em público, porém comece tentando quebrar essa sua barreira de que voçê não vai conseguir, podemos fazer qualquer coisa.
Falando em profissão posso dizer que eu já fui militar, trabalhava no setor de pessoal, e não preciso dizer o quanto é necessário você comunicar-se nesse setor, trabalhei no setor de tráfego áereo usando rádio de comunicação, depois fui trabalhar com vendas e atuo nesse segmento atualmente e posso afirmar que poucas pessoas percebem essa disfluência, então se isso lhe ajudar comoce você mesmo quebrando suas barreiras e limitações.

Abraços,

Luciano Carvalho
(71) 9230 8050


Falando sob o vida profissional

Anônimo disse...

muita calma na hora de falar evita bastante comigo funciona