17 maio 2006

A Árvore dos Desejos

No encontro de sábado passado, do Grupo de Auto-Ajuda, mostrei para uma colega e pedi para ela ler o texto abaixo e fazer uma relação com a gagueira dela.


O texto é:

O homem estava cansado, e pegou no sono sob a árvore-dos-desejos. Quando despertou, estava com muita fome, então disse:

"Estou com tanta fome, desejaria poder conseguir alguma comida de algum lugar".

E imediatamente apareceu comida vinda do nada, simplesmente uma deliciosa comida flutuando no ar. Ele estava tão faminto que não prestou atenção de onde a comida viera quando se está com fome, não se é filósofo.

Começou a comer imediatamente, a comida era tão deliciosa...

Depois, a fome tendo desaparecido, olhou à sua volta. Agora estava satisfeito. Outro pensamento surgiu em sua mente:

"Se ao menos pudesse conseguir algo para beber..."

E como não há proibições no paraíso, imediatamente apareceu um excelente vinho.

Bebendo o vinho relaxadamente na brisa fresca do paraíso, sob a sombra da árvore, comecou a pensar:

"O que está acontecendo? O que está havendo? Estou sonhando ou existem espíritos ao redor que estão fazendo truques comigo?"...

E espíritos apareceram.

E eram ferozes, horríveis, nauseantes.

Ele começou a tremer e um pensamento surgiu em sua mente:

"Agora vou ser assassinado, com certeza...!!"

E ELE FOI ASSASSINADO.

* * *

Faça você a sua relação. Existe alguma ligação entre o que ocorre com você e com o que ocorreu com o homem no paraíso? Semana que vem falarei mais sobre este texto.

4 comentários:

Nilson Bispo disse...

Oi,Wladimir!

rapaz, creio que eu já tinha lido esse texto,mas em inglês.

Para mim, esse texto faz analogia ao que acontece com os pensamentos humanos. Quando de deseja, ou pensa, algo positivo ou alguma coisa isso é atraído para a pessoa. Da mesma forma que alguma coisa negativa. Noto isso em alguns momentos antes de falar, no sentido de criar temores antes mesmo da situação acontecer.

Muito legal mesmo esse texto!

Valeu

Nilson BISPO

Rio de Janeiro

Patrícia Araújo disse...

até aquele momento em q vc me mostrou o texto, eu tinha o pensamento d q uma "lâmpada mágica", depois disso o meu pensamento mudou!

Patricia Araújo disse...

até aquele momento em q vc me mostrou o texto, eu tinha o pensamento d q uma "lâmpada mágica" um dia ía aparecer e acabar com o meu problema, depois disso o meu pensamento mudou!

Lilian Dantas disse...

Esse texto explica justamente o que a perspectiva da Analise do Discurso tenta mostrar...

O sujeito se vê como mau-falante (gago) e ele se torna um mau-falante... pq ele ja tem "inserido" na sua personalidade essa visão... Do mesmo jeito é o texto!

O trabalho a partir dessa teoria é justamente fazer com que o gago perceba que ele tem momentos de fluencia e assim ele começo mudar de posição no seu discurso! Comece a se ver como bom-falante (fluente)... com essa mudança a sua fluencia vai melhorar podendo os momentos de gagueira ate cessar...

É isso q entendi do texto...
Vlw
t+