25 outubro 2005

Uma Nova Era


Quem acompanha este blog sabe que para mim, o Dia Internacional de Atençao à Gagueira (DIAG) estava sendo aguardado como um divisor de águas, como um marco para a Gagueira. Eu estava certo. Não foi preciso ter uma bola de cristal para adivinhar que uma nova era estaria surgindo. Após a realização de todos os eventos, o saldo é mais que positivo.

Cada cidade tem o seu balanço: em São Paulo foi ótimo, em Natal maravilhoso, em Fortaleza muito bom, em Manaus foi show, em Brasília valeu a pena, na Bahia teve até entrevista...

É bem verdade que o evento de São Paulo foi o "principal" e que eu e outros colegas também gostaríamos de está presente. Eu, particularmente, conheço algumas pessoas de Sampa e sei que o negócio foi realmente muito legal, por ter sido feito por pessoas legais. Mas o fato de morarmos distante também fez com que o evento ganhasse maiores proporções e alcançasse muito mais pessoas. Outras cidades foram presenteadas com palestras, distribuição de panfletos, entrevistas na TV, debates, entre outras ações. Serviços de formiguinhas.

Todos estão realmente de parabéns. Em especial aos que mostraram a cara e falaram sobre a gagueira. Esse obstáculo é o que deve ser vencido por nós. Cada vez que falamos sobre o assunto mais ele fica fraco, mais ficamos fortes. Uma nova era para cada um de nós que abordamos o tema.

Se me pedissem para resumir o Dia Internacional de Atenção à Gagueira eu repetiria as palavras de Letícia Albanese. Na lista Discutindo Gagueira ela falou: "Sábado, eu senti isso mesmo, um incentivo, senti que tem um caminho". É ou não é uma nova era?

Gostaria que você também resumisse o DIAG. Deixe seu comentário. Não precisa se indentificar. Basta clicar em anônimo.

Um comentário:

Maitê disse...

Uhuummm....Serei a primeira... Agora falando sério, resumir em poucas palavras o que o DIAG representou fica difícil, mas vou tentar. Foi mais do que o esperado. Nunca me imaginava na frente de um público falando da gagueira abertamente, sem mistérios. Foi um trabalho de formiga mesmo. Cada um fez o que estava ao seu alcançe, deu o melhor de si. Mas não podemos esquecer que temos que continuar a nossa luta, agora que entramos na guerra. (rsrs) É isso!!!!